seguro de vida
seguro de automóveis
seguro residencial
seguro de renda hospitalar
22/03/2011
É solteiro(a)? Saiba quais os produtos da indústria do seguro mais adequados para você!

Solteiro

Se você trabalha e depende apenas de si mesmo, é essencial se programar financeiramente para fazer frente às incertezas da vida.

Auto

O custo do seguro de automóveis varia de acordo com marca, tipo, ano de fabricação, a região onde você mora e também com o uso do veículo e o perfil do motorista. Ainda entram na formação do preço as garantias contratadas, o valor da franquia, o plano de assistência 24h, o bônus e os descontos especiais. Assim, por exemplo, um seguro de automóvel 0 km é, em geral, mais caro que o de um carro com vários anos de uso. O mesmo ocorre se o veículo estiver localizado em cidades com altos índices de roubos, colisões, etc.

Residência

O seguro residencial cobre, basicamente, incêndios, queda de raio e explosão de qualquer natureza. Também podem ser indenizadas despesas como: providências tomadas para o combate ao fogo, salvamento e proteção dos bens segurados e desentulho do local. Porém, muitos acham que esse seguro cobre todos os bens dentro da residência sinistrada. Isso não é verdade. Tipicamente, o seguro não se aplica a joias, tapetes, dinheiro, animais, obras de arte, automóveis, softwares, etc. Esses bens precisam ser segurados em apólices específicas, quando disponíveis. A mesma atenção vale para o seguro condominial, que cobre apenas danos às áreas comuns dos condomínios.

Vida

Seus pais possuem, provavelmente, um seguro de vida em que você aparece como beneficiário. Mas você deve se perguntar sobre o que acontecerá com seus pais se você desaparecer. Sendo jovem, você pagará pouco por esse seguro, já que o risco de morte é baixo no seu caso.

Saúde

Se você já saiu da universidade e tem mais de 24 anos, provavelmente não estará coberto pelo seguro saúde de seus pais. Você precisará de um plano individual ou, se estiver empregado, com sorte poderá aderir a um plano empresarial. No ramo saúde, houve recentemente uma redução da oferta de planos individuais. A razão foi a decisão do governo de limitar os reajustes de preços desse seguro, e o resultado, um prejuízo para as carteiras de seguros de saúde individual. Tal não ocorreu nos seguros em grupo e empresarial. De qualquer forma, ainda existem seguradoras ofertando planos individuais, embora a preços maiores.

Responsabilidades

Você está começando a vida profissional e, certamente, já deverá ter escutado casos de colegas que, involuntariamente, no exercício de seus trabalhos, causaram danos a terceiros e tiveram que arcar com pesadas indenizações. Em certas profissões, como a medicina e a engenharia, esse risco é maior e, portanto, a necessidade de seguros é mais sentida. Através desse seguro, os profissionais passam a ter direito ao reembolso (até o limite pactuado) se forem condenados em processo no qual fique comprovada a sua culpa no dano causado a terceiro.

Acidentes Pessoais

O maior risco dos jovens profissionais são os acidentes que podem ser incapacitantes. Muitas empresas fazem seguro de acidentes pessoais corporativos para seus empregados, que garante o pagamento de indenização em caso de invalidez permanente, reembolso das despesas médico-hospitalares e diárias, em caso de afastamento temporário das atividades de trabalho decorrente de acidente. Se não é esse o seu caso, você pode contratar uma apólice individual contra acidentes, com coberturas semelhantes às anteriores e por tempo determinado.

Previdência

A decisão de entrar ainda jovem num fundo de previdência, mesmo que com uma contribuição mensal pequena, pode representar uma grande diferença no valor futuro da aposentadoria. De acordo com simulações do mercado, quem começa um plano de previdência aos 25 anos terá uma renda complementar, na aposentadoria, entre 60% e 80% superior à renda de quem começa aos 30 anos, considerando o mesmo valor de contribuição mensal. E assim por diante. Começar primeiro significa ganhar primeiro. Não se esqueça também dos benefícios fiscais dos fundos de previdência como VGBL e PGBL, que tornam essa alternativa muito mais rentável que fundos de investimento similares do mercado bancário.

fonte: www.tudosobreseguros.org.br

HOME | ATENDIMENTO A SINISTROS | TRABALHE CONOSCO | MAPA DO SITE

Haeser. Marca registrada. Todos os direitos reservados. Copyright 2010